APP - F7B
UNI7 - Treinadores
Passaporte carimbado

Luizinho conta como foi experiência no Mundial de Clubes e a expectativa para a Copa Intercontinental

Atleta do Coritiba foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira

Passaporte Carimbado

Passaporte CarimbadoO blog apresenta conteúdo especial com relatos de atletas brasileiros 7 que atuaram no exterior

30/01/2020 15h56Atualizado há 8 meses
Por: Assessoria de Imprensa 2
Karyna Prado
Karyna Prado

Hoje é dia da coluna Passaporte Carimbado, onde os craques do Futebol 7 contam como foram suas experiências ao jogar competições internacionais fora do Brasil. Nesta edição, convidamos Luizinho, meia do Coritiba e da Seleção Brasileira. Ele foi ao Mundial de Clubes disputado em Roma, na Itália. Além disso, o atleta foi recém convocado para a Seleção Brasileira que irá para os Estados Unidos para a disputa da Copa Intercontinental.

“A experiência de ir para Itália foi incrível. Fiquei muito feliz de poder conhecer a Europa, ainda mais indo para jogar um Mundial de Clubes. É difícil conseguir descrever a sensação de ter ido para lá, ter conhecido lugares com tanta história como o Coliseu e a Basílica de São Pedro, ser bem recebido pelos italianos, ver de perto como as coisas funcionam. A sensação é de ter um sonho realizado.

A competição foi bem difícil como já imaginávamos que seria. No começo, ainda tivemos que nos adaptar com algumas regras e estilo do jogo com quadras maiores. Mesmo assim, conseguimos voltar com a medalha de bronze na mala”, disse.

Luizinho foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira. Ele disputará duas competições em fevereiro: o Desafio Internacional contra o Chile, no Espírito Santo e a Copa Intercontinental, em Orlando, nos Estados Unidos. A expectativa do meia é grande.

“Esse também é mais um sonho que vai se tornando realidade. Vestir a camiseta da Seleção, é um objetivo que eu tinha e fica ainda melhor com a competição sendo nos Estados Unidos. Tenho certeza que vai ser mais uma ótima experiência.

Alguns atletas do Coritiba já tiveram oportunidade na Seleção e sempre contavam histórias dos jogos, viagens e tudo mais. Eu sempre tive a esperança que isso viesse a acontecer comigo também. Esperei um bom tempo por esse momento. Quero estar bem preparado para poder representar bem o nosso país.”, afirma.